Categorias
Uncategorized

Dress To: experiência da loja física no digital

Você tem medo de comprar roupas online, pois não sabe se conseguirá pedir o tamanho certo? Acha as tabelas de medidas das marcas superficiais e pouco úteis? Hoje, vamos conhecer os bastidores da Dress To, uma marca que está sempre buscando novas formas de melhorar a experiência do cliente. 

Ouça o nosso podcast! Não esqueça de nos seguir na sua plataforma favorita!

Esse episódio conta com o patrocínio da Caffeine Army e da Reserva Ink.

Conhecendo a Dress To

A Dress To é uma marca carioca que atua no segmento de moda feminina e hoje está com mais de 16 anos. Além disso, está presente de forma física e digital em todo o Brasil com o ecommerce e as mais de 50 lojas físicas.

Ela não é uma marca apenas para mulheres, mas sim feita por mulheres, pois possui 80% da equipe feminina e é liderada por mulheres. Portanto, é uma empresa que respira e exala empoderamento, uma pauta que a cada dia tem ganhado mais força.

O que aprendemos no podcast

1- Boom dos aplicativos: surfar ou não?

Estamos vivendo um boom de aplicativos de ecommerces, mas será que isso é uma moda passageira ou veio para ficar? A nossa convidada falou da importância de ter um planejamento, antes de soltar um aplicativo, para que o canal seja lançado no momento certo para a marca.

Nenhum canal vai conseguir trazer resultados por si só, se você não pensar muito bem nas ações que fará nele. Ou seja, o aplicativo, o site, o blog, o marketplace e as redes sociais são apenas ferramentas.

Somos nós, profissionais de ecommerce/marketing, que temos a capacidade analítica para entender as movimentações e com ajuda dos dados conseguimos tomar decisões mais assertivas. Portanto, é preciso ter soft (pensamento analítico) e hard skills (ferramentas) para termos sucesso em qualquer mídia.

No episódio, você saberá como a Dress To se preparou para ter o aplicativo e como o planejamento foi importante para que hoje a marca tenha um engajamento bem legal nessa mídia.

” Ter um app por ter é um tiro na água” – Fernanda Caetano (Head de Performance Digital na Dress To)

2- Ecommerce: site ou aplicativo

A nossa convidada, Fernanda Caetano (Head de Performance Digital) da Dress To, contou que por mais que um site seja mobile first, ou seja, tenha otimização para ter um bom desempenho nos dispositivos móveis, há perda de vendas. Isso porque no site, a pessoa não está totalmente engajada com a sua marca e você pode perder mais facilmente a atenção dela.

Enquanto no aplicativo, a pessoa está muito mais conectada com a marca, pois dentre milhares de empresas, ela escolheu a sua para ocupar o espaço da memória do celular dela.  

Além disso, no aplicativo, conseguimos ter uma comunicação mais direta e personalizada do que no site. Portanto, o aplicativo é quem mora com você, as pessoas que estão sempre por perto, já o site é um parente que você gosta, mas nem sempre fala todo dia.

3- Como fidelizar o cliente para comprar na loja oficial

Os produtos da Dress To estão disponíveis em canais de terceiros, como o Shop2gether, e isso é bom para a marca, pois a ajuda a atingir públicos que ela não conseguiria sozinha. Mas isso torna desafiador o trabalho de fidelizar o cliente na loja virtual.

Para conseguir captar o cliente para a loja oficial, a Fernanda destacou que é super importante criar estratégias de branding sensorial, pois só a Dress To tem a alma Dress To.

Ou seja, só a Dress To é capaz de tratar o cliente de forma mais humanizada com conteúdos personalizados. Portanto, cada canal tem seus prós e contras, basta entendermos muito bem isso e ver os principais pontos fortes de cada mídia para explorar de forma complementar dentro da nossa estratégia.

Você pode conferir no episódio o que eles fazem para o cliente ir até a loja oficial sem precisar brigar com os outros canais de venda.

4- Como trazer uma experiência diferente no site

É comum nos sites de ecommerces de moda ter apenas fotos, uma só do produto e outra com a modelo. Mas isso nem sempre é suficiente para quebrar as objeções de venda, pois só com esse formato de conteúdo não é possível captar o caimento que o produto terá no corpo.

Pensando em quebrar essa possível objeção e também diminuir as devoluções da marca, a Dress To passou a colocar vídeos com pessoas usando as roupas da marca. Além disso, passou a colocar descrições mais narrativas, como se fossem vendedoras da loja física falando ali com a cliente.

Também colocam em todas as fotos as medidas da modelo e das peças para que as pessoas consigam visualizar melhor o tamanho.  Além de terem a opção da Vitrine Virtual, onde a cliente pode colocar as suas medidas e ver como ficaria na roupa que deseja comprar.

Além disso, o podcast falou sobre:

–  CRM e régua de relacionamento

– Carteiras digitais

Já conhecia a Dress To? Qual insight você tirou desse episódio? Coloque nos comentários!