Categorias
Uncategorized

Quais são as tendências para o ecommerce em 2022?

Chegamos no último mês do ano e já podemos enxergar 2022 no fim do túnel. Para te preparar para o próximo ano, trouxemos as maiores tendências do ecommerce para 2022.

Luzes, PC e ação! Prepare-se para brilhar como um dos maiores profissionais de ecommerce do Brasil. Você só precisará ler esse artigo e ficar por dentro das novidades.

Tendências do Ecommerce 2022

1-  Aumento da frequência de compras

Segundo a pesquisa da Bornlogic com a Opinion Box, a frequência de compras online aumentou 71% no último ano, dado que deve crescer ainda mais em 2022, pois 49% dos entrevistados disseram que devem comprar ainda mais pela internet no ano que vem.

Se você quer entrar para o mundo do ecommerce, recomendamos que diversifique o seu conhecimento em diferentes canais de venda. Isso porque a pesquisa mostra que há uma boa divisão na preferência das pessoas, quando o assunto é lugar onde geralmente compram online. 

74% Compram em sites e lojas virtuais

72% Compram em marketplaces

62% Compram em aplicativos da loja 

54% Compram em aplicativos terceiros (iFood, Rappi, Uber Eats, etc.)

Esses dados mostram que as pessoas têm o costume de diversificar os canais de compra, elas estão no controle e você só conseguirá conquistá-las se estiver presente onde ela estiver de forma agradável.

2- Vendedor digital

O processo de compra online é mais independente, mas às vezes é bom ter uma ajuda. Isso fica claro na pesquisa da Bornlogic com a Opinion Box, pois ela mostra que 62% das pessoas realizaram consultas com vendedores via mídia digital para tirar dúvidas.

Além disso, 78% dos entrevistados acreditam que o vendedor ajuda na hora de escolher o produto online. Assim, fica claro a importância de ter uma pessoa dando suporte na venda é fundamental para trazer uma boa experiência, seja offline ou online.

P.S. Para ser um bom vendedor digital é preciso ter um bom conhecimento de ferramentas de comunicação, como o WhatsApp Business, para conseguir atender as pessoas de forma agradável.

3- Diversificação das categorias

Categorias, como eletrônicos, telefonia, eletrodomésticos, vão seguir liderando no ecommerce, mas outros produtos vão ganhar força, como é o caso de Alimentos/Bebidas.

Essa categoria que tinha pouca representatividade, antes da pandemia, já representa 38% das intenções de compra dos consumidores brasileiros, segundo a pesquisa da Bornlogic com a Opinion Box. 

Hoje, alimentos/bebidas está no top 10 categorias, que as pessoas costumam comprar online. Ela fica atrás de eletrônicos, celulares, eletrodomésticos, moda, beleza, informática, casa/decoração e livros. 

Para entender melhor essa expansão desse segmento, recomendamos o episódio Americanas Mercado do nosso podcast.

4- Realidade Virtual e Aumentada

A tecnologia é uma das principais aliadas do ecommerce na hora de quebrar objeções. Isso porque por meio dela a marca consegue ter recursos que deem ao público a sensação de estarem em contato direto com o produto/serviço.

Muito em breve, fotos estáticas e vídeos de pessoas usando o produto/serviço não vão bastar, pois não trará a experiência necessária para as pessoas se sentirem convencidas a comprar.

Hoje, apenas 9% das pessoas entrevistadas usam os recursos de experimentar digitalmente o produto e dentro desse grupo 82% disseram que gostaram bastante.

O número de pessoas ainda é baixo, pois há um desconhecimento sobre os recursos e isso pode ser resolvido com uma boa comunicação por parte da empresa.

Da mesma forma que dois anos atrás as pessoas não se imaginavam fazendo compras de mercado online e hoje aceitam super bem a ideia, no futuro próximo, recursos como realidade virtual e aumentada vão fazer parte da rotina das pessoas e não conseguiram mais comprar sem isso.

5-  Meios de pagamentos digitais

Quem nunca ouviu um, “Faz um Pix”, que atire a primeira pedra. Na pesquisa da Bornlogic com a Opinion Box, 86% dos entrevistados disseram que já usaram o Pix e têm o costume de utilizá-lo no dia a dia, o que mostra a relevância desse meio de pagamento para quem deseja vender seja no físico ou no digital.

Ainda segundo a pesquisa, 71% dos entrevistados utilizam o smartphone para fazer compras online e ter esses meios de pagamento, como o Pix, facilita o processo de compra.

Além do Pix, há também as carteiras digitais (63% dos entrevistados já utilizaram) e QR Code (54%), ambos são meios que tem o match perfeito com o smartphone, que tem sido cada vez mais usado pelas pessoas na hora de comprar produtos ou serviços.

Além disso, outros meios de pagamento digitais que aparecem na pesquisa são: reconhecimento facial (14% já utilizam) e WhatsApp Pay (12% já utilizam). Há grandes chances do meio do WhatsApp crescer, pois tudo que vai até onde as pessoas já estão tem a tendência de ser bem aceito, já que facilita a vida.

6-  Redes Sociais

Sim! As redes sociais seguem sendo uma das tendências do mercado de ecommerce. Isso porque elas seguem crescendo, inovando e oferecendo recursos para as empresas evoluírem. A pesquisa da Bornlogic com a Opinion Box mostra que 26% das pessoas usam redes sociais, como o Instagram e Facebook para fazer compras.

Além disso, 65% têm o hábito de pesquisar por produtos nas redes sociais, quando estão pensando em compras. Para aproveitar esse público, as empresas devem criar anúncios dentro dessas mídias.

Outro dado da pesquisa diz que 69% dos entrevistados já compraram produtos depois de ver as propagandas. Portanto, as redes sociais são excelentes ferramentas para as estratégias de marketing/vendas. Elas podem ser exploradas de forma paga, mas também de forma orgânica.

Os dados desse artigo foram retirados da pesquisa “Market Review” da Bornlogic com a Opinion Box, confira o estudo completo.

Você já conhecia todas essas tendências do ecommerce para 2022?Coloca nos comentários!