Categorias
Uncategorized

Qual é o mindset do profissional de ecommerce?

Você sabe o que é mindset? E os elementos que compõem um mindset de um profissional de ecommerce? Depois deste artigo, você sairá com as respostas para essas perguntas.

Esse conteúdo também está disponível no nosso canal do Youtube “Qual é o mindset do profissional de ecommerce?”, você pode assistir apertando o play abaixo. 

O que é mindset?

Significa “configuração da mente”. Esse conceito está ligado a forma que um indivíduo pensa e encara os desafios apresentados pela vida. Quando esse mindset está voltado para pensamentos positivos, que ajudam o indivíduo, ele é chamado de mindset de crescimento. Assim, é fundamental que estejamos sempre mantendo nossas mentes saudáveis. 

É fundamental que nós desenvolvamos esse tipo de mindset e para isso devemos ser eternos aprendizes. Dentro desse conhecimento que devemos adquirir, precisamos dar espaço tanto para hard skills, quanto para soft skills.

É esse equilíbrio que nos dará um crescimento saudável como indivíduo e como profissional. Portanto, é necessário que você não fique só acumulando certificações (hard skills), mas também estimule seu convívio social, pois é ele que te fará evoluir como pessoa.

Elementos do mindset do profissional de ecommerce

1- Ecommerce sem tráfego é como uma loja no deserto

Muitas pessoas, quando estão iniciando no mundo do ecommerce, seja abrindo um ou sendo funcionário, pensam que é só abrir, que da noite para o dia as pessoas vão descobrir a loja e vão comprar.

 Não é bem assim! É preciso fazer ações para chamar as pessoas para conhecer o ecommerce e isso nada mais é do que tráfego. Ele pode ser feito com anúncios (pago) e sem anúncios (orgânico). Na estratégia paga, devemos explorar as ferramentas Facebook e Google Ads para criar campanhas com os objetivos que fazem mais sentido para o momento atual do negócio.

Enquanto na estratégia orgânica, devemos usar técnicas de Seo para deixar o site/blog bem ranqueado nos mecanismos de busca, especialmente, o Google. Lembrando que um tipo de tráfego não exclui o outro, a empresa deve ir trabalhando paralelamente ações pagas e orgânicas para atingir o maior número de pessoas possível.

2- Tráfego não faz milagre!

Não adianta a empresa ter os melhores profissionais de gestão de tráfego para trazer um público qualificado. Isso é só uma parte para um ecommerce ter sucesso.

É preciso também que o site da empresa esteja preparado para receber as pessoas. Para isso o site deve estar bem organizado com fotos de qualidade, descrições envolventes, preço e prazo de entrega atraentes.

Além disso, é preciso ter um atendimento de qualidade que responde de maneira personalizada, objetiva e rápida as necessidades dos potenciais clientes.

E também é fundamental que a loja não demore para carregar, pois os brasileiros só esperam em média 3 segundos um site carregar. Logo, ter uma estrutura bem montada é essencial para que o tráfego construído se converta em vendas.

3- Você vende para o seu consumidor e não para você

Mesmo se você fizer parte do público que consome o produto de onde está trabalhando, você não deve se basear nos seus gostos para desenvolver a comunicação do negócio. Isso porque não devemos restringir as ações à nossa maneira de ver o mundo/mercado, pois não é necessariamente a realidade da maioria das pessoas que são os potenciais clientes.

4- Ninguém cresce sozinho!

Uma coisa muito errada é o pensamento “eu serei minha euquipe para o resto da vida”. É normal um empreendedor ou um profissional de ecommerce começar sozinho, mas vai chegar uma hora que será necessário chamar outras pessoas para o seu lado. Isso porque é humanamente impossível dar conta de todas as demandas de um ecommerce sem a ajuda de ninguém e ainda conseguir escalar o negócio. 

Para crescer e evoluir um ecommerce é preciso saber demandar e para que isso aconteça de maneira positiva o profissional de ecommerce vai precisar se cercar de outros profissionais que deem conta melhor do que ele de demandas específicas. Assim sendo, é impossível crescer sozinho, todo mundo que trabalha com ecommerce uma hora precisa ter uma ajuda.

5- Menos mimimi, mais planejamento

O planejamento aumenta as chances de ter bons resultados, pois te dá a possibilidade de pensar e estar preparado para mais cenários que possam acontecer.

Além disso, pessoas planejadas conseguem viver melhor suas rotinas de maneira bem produtiva e com resultados melhores. Isso porque conseguem pensar a longo prazo.

Não se esqueça de se inscrever no nosso canal “Ecommerce Pro”.

Tem alguma dúvida sobre esse tema ? Coloca nos comentários!

Categorias
Uncategorized

Top 5 Habilidades para ser contratado

Enviar milhares de currículos, ser ignorado na maioria, ter pouquíssimas respostas e ir em uma ou duas entrevistas. Apostamos que você já deve ter passado por isso, infelizmente, mas fizemos um Top 5 Habilidades que toda empresa ama e que vai te ajudar a ser mega cobiçado pelo mercado de trabalho.

Esse conteúdo também está disponível no nosso canal do Youtube, “Top 5 Habilidades para ser contratado”. Assista no play abaixo!

1- Comunicação

Não tem como você conseguir trabalhar sem saber se comunicar. Então, quer dizer que eu preciso falar muito, você deve estar se perguntando, não é isso.

Saber se comunicar é conseguir transmitir as suas ideias e todas as informações para as outras pessoas da melhor maneira possível para que o processo da empresa flua bem sem ter qualquer perda de recurso. Portanto, ser comunicativo é algo que consegue agrupar as informações e passá-las de maneira objetiva.

2- Trabalho em equipe

Ninguém cresce sozinho, precisamos dos conhecimentos dos outros para alcançarmos os nossos objetivos. Assim sendo, para trabalhar equipe é preciso ter comprometimento, ou seja, cumprir com os as suas demandas no prazo estabelecido para ninguém ficar sobrecarregado.

Também é preciso saber ouvir, pois vai conseguir entender melhor quem é quem no grupo e conseguirá extrair o melhor de cada um, além de saber como ajudar a cada integrante. Portanto, trabalhar em equipe é se colocar a disposição e no lugar do outro para todos crescerem juntos.

3- Comprometimento

Comprometimento tem origem no termo em latim “compromissus”, que indica o ato de fazer uma promessa recíproca. Ou seja, é você firmar um acordo com alguém para fazer algo.

Essa pessoa vai esperar que você cumpra com a sua palavra e caso não entregue, terá um racha no laço da confiança.

Se você promete entregar algo no dia x, entregue. Mas que esse dia X seja algo possível, porque se não pode acabar sendo uma dor de cabeça para você.

Muitas vezes, não conseguimos pôr limites nas pessoas, porque não conseguimos dizer “não”. Isso é bem prejudicial, pois acabamos virando reféns da rotina dos outros e não conseguimos caminhar com os nossos objetivos. Assim, ter comprometimento é saber estabelecer limites e colocar datas possíveis para que ninguém saia frustrado e/ou esgotado.

4- Pensamento Analítico

Ter essa soft skill vai te ajudar a ser mais racional e conseguir analisar melhor as situações dentro da empresa. Com essa habilidade, você será um profissional, que vai além do sim ou não, buscando as justificativas das ações terem dado certo ou errado. 

Essa visão é super requisitada pelas empresas, pois é isso que fará elas crescerem. Portanto, ter um pensamento analítico é não se contentar com respostas prontas, é ir além e apresentar novas perspectivas das situações. 

5- Organização

Para ter uma vida profissional mais tranquila é preciso ter organização. Isso porque, essa habilidade nos dá o total entendimento das nossas atividades do dia a dia. Ou seja, sabemos exatamente quais demandas possuem maior prioridade e quais podemos remanejar, para caso seja preciso solucionar algum problema urgente. Portanto, a organização te dá um controle do seu dia e ajuda a focar no que é realmente necessário.

Além disso, a organização nos ajuda a ter mais tempo para pensar em mais de uma alternativa para resolver uma demanda, seja ela um problema ou algo corriqueiro. Também ajuda a conseguir dar prazos mais viáveis para as outras pessoas que trabalham com a gente.

Não se esqueça de se inscrever no nosso canal “Ecommerce Pro”.

Qual dessas habilidades é a mais difícil para você? Coloca nos comentários!

Categorias
Uncategorized

Soft skills: como desenvolver as mais desejadas do mercado?

Você sabe o que são soft skills? E como desenvolver? Neste artigo, você vai saber exatamente como desenvolver soft skills e quais são desejáveis pelos recrutadores.

Esse conteúdo também está disponível no nosso canal do Youtube, “Como desenvolver as soft skills mais desejadas do mercado?”, você pode assistir apertando o play abaixo. 

Soft skills x Hard skills

De um lado as soft skills, que são todas as habilidades comportamentais que o indivíduo tem e usa para realizar suas atividades do dia a dia. Do outro lado, temos as hard skills que são habilidades técnicas que são adquiridas no ambiente acadêmico. 

Hoje, não basta sermos profissionais que saibam operar as ferramentas, cada vez mais as empresas estão se ligando que isso pode ser treinado e é preciso valorizar mais características comportamentais. Portanto, se você quer ser um bom profissional, super desejado pelo mercado, vai precisar ir além de aprender ferramentas e passar a treinar seu modo de agir.

Como desenvolver as habilidades

O primeiro passo é fazer uma autoavaliação e pontuar quais são as suas soft skills fortes/fracas. Depois disso, vai precisar criar situações para exercitar o que tiver mais dificuldade.

Por exemplo: Se você acha que sua oratória não é muito boa, ou seja, que não fala muito bem em público, vai precisar criar situações onde seja possível treinar isso.

Mas essa exposição ao público não deve ser feita de qualquer forma, é aí que entra o segundo passo, o roteiro. É preciso montar um roteiro e repassá-lo sem a presença de outras pessoas ou mostrar para pessoas que te tragam conforto.

Quando estiver repassando o roteiro, é fundamental gravar para se ouvir e ver o que pode melhorar. Essa gravação vai também trazer uma noção de como as pessoas te ouvem, pois temos uma percepção da nossa voz bem diferente do que os outros têm de nós e a voz da gravação é bem similar de como as pessoas nos escutam.

Treino é treino, jogo é jogo

Crie situações onde você pode expor para as outras pessoas a habilidade que você precisa desenvolver, pois só se mostrando que você conseguirá evoluir. É importante que sejam situações que te deixem mais confortáveis.

Por exemplo, para treinar a oratória, que tal fazer discursos em confraternizações de família? É um momento de pouquíssima pressão e isso vai te ajudar a se sentir mais acostumado com o ato de falar em público e sentirá bem menos, quando for em um ambiente de trabalho.

Soft skills desejadas pelo mercado

1- Pensamento analítico

Não se contente com ” porque sempre foi assim” ou “porque sim, porque não”. Se você quer estar sempre sendo cobiçado pelas empresas vai precisar ser curioso para ir atrás das justificativas de cada uma das ações. 

E para saber como justificar vai precisar ter um pensamento analítico. Ou seja, ser capaz  de traduzir os dados, transformá-los em informações que vão ajudar o negócio a crescer.

2- Organização

O profissional digital sem organização, vira um bombeiro digital. Ou seja, tem uma rotina toda voltada para apagar incêndios (problemas) e não consegue ter tempo para inovar.

Um profissional organizado, conhece muito bem a sua rotina e sabe como priorizar as atividades para que tudo tenha o seu próprio tempo. Esse gerenciamento ajuda a resolver os problemas que surgirem de forma mais clara.

Isso porque  terá tempo necessário para que não seja preciso pegar a primeira ideia que vier. Assim, a organização é essencial para ter uma melhor gestão do tempo e ter maior clareza nas tarefas do dia a dia.

No vídeo do nosso canal, você pode ver mais duas soft skills desejadas pelo mercado. 

Não se esqueça de se inscrever no nosso canal “Ecommerce Pro”.

Tem alguma dúvida sobre esse tema ? Coloca nos comentários!